In #projetomaninblack Johnny Cash Música

PROJETO MAN IN BLACK // SEMANAS 22, 23 e 24



No primeiro ano dessa semana, 1977, John já estava familiarizado com as apresentações na TV e prepara uma série de especiais de TV de Natal (a minha favorita é The Classic Christmas, com "Blue Christmas"). Nesse especial Cash está em excelente forma. Ele traz convidados especiais Roy Clark, June Carter Cash, The Carter Family, Jerry Lee Lewis, Roy Orbison (destaque para "Pretty Woman"), Carl Perkins e Statler Brothers.  

As apresentações ao redor do mundo continuavam e as que aconteceram em Frankfurt e o especial de Natal gravado Israel são emblemáticas nesse ano. No show de Frankfurt durante uma entrevista no backstage, disse: "Eu acho que a nova música está melhor do que nunca. Ela atrai um público mais amplo. E, com o interesse mostrado pelas principais redes de TV, parece ter ganhado uma maior aceitação." 

Ele estava tossindo, às vezes incontrolavelmente, e sua voz parecia ainda mais grave do que normalmente. Ele explicou que, durante seu show em Viena na noite anterior, havia se apresentado durante 2 horas. O longo desempenho, combinado com um resfriado, o tinha deixado rouco.

Falar foi obviamente doloroso, mas ele fez outra observação sobre a música atual: "Há também mais tipos de artistas atuando hoje com diferentes estilos. Diferentes artistas têm diferentes maneiras de apresentar a música", acrescentou para confirmar a importância dos ciclos.

Nesse ano, Cash foi indicado para o Hall of Fame da Associação de Música Country, porém Merle Travis ficou com o lugar. Com isso, ele disse: "Estou contente de que Merle Travis tenha ganhado. Sou muito jovem para honrá-lo. Na verdade, há vários outros que eu gostaria de ver entrar antes de mim". Generoso sim ou claro? Johnny Cash! No início do ano, no 4º annual American Music Awards, Johnny já havia recebido o Award of Merit.

Em 1978, Johhny Cash e Dolly Parton apresentam o Country Music Association Awards em Nashville, Tennessee. Dos seus trabalhos lançados, meu álbum do coração desse ano é I Would Like to See You Again, no qual a faixa-título chegou ao #12 no gráfico de singles, enquanto "There Is not No Good Chain Gang" alcançou #2; O próprio álbum alcançou o #23. 

O disco traz um par de duetos com Waylon Jennings, um dos quais é o single "There is not Good Chain Gang"; esse foi uma das primeiras colab de Cash com Jennings. Anos depois Cash e Jennings também trabalharão juntos com o projeto The Highwaymen juntamente com Willie Nelson e Kris Kristofferson. 

Em 1979, o ritmo das gravações diminuem. Neste ano ainda houve gravação do especial de Natal, embora não tão popular quanto os anteriores. Seria o último. Misturando sentimentalismo, comédia (June Carter mood!) e artistas medianos, o programa só alcança um patamar precioso quando John canta uma versão emocionante de "(Ghost) Riders in the Sky". No programa a esposa de Cash ainda faz dois duetos com ele em "If I Were a Carpenter" e um solo em "Back Up and Push". 

No prefácio do livro, um romance intitulado The Man In White, John contou ter passado noites e noites em claro entre 1978 e 1979, lendo e meditando, fascinado, principalmente pela conversão de Saulo em Paulo, perguntando a si mesmo: o que ele teria visto e ouvido quando a luz lhe cegou na estrada de Damasco?

Sim, velhos fantasmas resolvem aparecer e John está prestes a enfrentar terríveis batalhas novamente. 

- DISCOGRAFIA 77 - 

LP - The Last Gunfighter Ballad, 01 de janeiro de 1977 (Columbia)
EP - Lady / Hit The Road And Go, 01 de junho de 1977 (Columbia)
LP - The Rambler, 01 de junho de 1977 (Columbia)
EP - After The Ball / Calilou, 01 de outubro de 1977 (Columbia)
EP - Last Gunfighter Ballad / City Jail, 01 de dezembro de 1977 (Columbia)

- DISCOGRAFIA 78 - 

LP - Greatest Hits Vol. 3, 01 de janeiro de 1978 (Columbia)
EP - I Would Like To See You Again / Lately, 01 de abril de 1978 (Columbia)
EP - There Ain't No Good Chain Gang / I Wish I Was Crazy Again, 01 de abril 1978 (Columbia)
LP - I Would Like To See You Again, 01 de maio de 1978 (Columbia)
EP - Gone Girl / I'm Alright Now, 01 de julho de 1978 (Columbia)
EP - It'll Be Her / It Comes And Goes, 01 de outubro de 1978 (Columbia)
LP - Gone Girl, 01 de dezembro de 1978 (Columbia)
EP - I Will Rock'n Roll With You / Song For The Life, 01 de dezembro de 1978 (Columbia)

- DISCOGRAFIA 79 - 

EP - (Ghost) Riders In The Sky / I'm Gonna Sit On The Porch And Pick On My Old Guitar, 01 de abril de 1979 (Columbia)
LP - Silver, 01 de maio de 1979 (Columbia)
EP - I'll Say It's True / Cocaine Blues, 01 de dezembro de 1979 (Columbia)

Para ouvir:
🎸I Would Like to See Again: Youtube
🎸(Ghost) Riders In The Sky, no especial de Natal em 79: Youtube
🎸I Will Rock'n Roll With You: Youtube

Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments

In Dezembros Resumo da Semana

RESUMO DE AGOSTO // OUTSIDE


Hey, amigos!
Agosto curto não é agosto, não é mesmo? Esse mês passou voando e acho que por isso a gente (eu e mais 4 pessoas) achamos ele super estranho, meio indefinido, sabe? Mas como tudo, a estranheza também tem sua beleza. Assim, fiz alguns - poucos - registros desses dias e editei um vídeo curtinho com esses recortes. Aperta o play, tá bem? 

((( se curtir, já deixa o like e se inscreve no canal que agora leva o nome do blog 💜)))


Clique aqui para assistir: Youtube


Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments

In Astrologia Bloggers Dezembros Freebies

WALLPAPER SETEMBRO.17 // DOWNLOAD

Hey, amigos!
Passar por agosto - o meu segundo mês favorito - não foi muito fácil. Mas, cá estou, seguindo como deve ser. Aprendi muito com a jornada de tarot, conselhos incríveis que me ajudaram de forma inexplicável a atravessar o fogo. Vou aproveitar esse post pra lamentar o fim do inverno, claro. Como esse ano foi generoso com as temperaturas! <<dramatic pause>> Tivemos 19º em Salvador, com sensação de 15º e acreditem isso aqui é quase impossível... Eu já tô chorando com o calor que está por vir. Tivemos também, além das pequenas tragédias diárias, uma tragédia no mar da Baía de Todos os Santos, onde perdemos 19 vidas e, até hoje, uma ainda está desaparecida. 

E tenho minha tragédia interna, a que carrego todos os dias. Uma ferida que mesmo que passe o tempo, sinto que não vai sarar. Perder meu pai foi um golpe muito duro.

Porém, as perdas são reais e temos que seguir com elas.

Depois dessa conversa que gosto muito de ter por aqui, seguem os links do wallpaper do mês da primavera, do renovo. Para baixar, basta salvar a imagem: 1920 x 1080 (widescreen) | 1600 x 1200 (quadrado) | 667 x 1000 (celular). Espero que gostem, fiz com muito carinho!

Que setembro nos reserve dias amenos e de muita coragem para abraçar o que vier. Com as boas energias do Sol em Virgem! 




Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments

In #12mesesdepoe Livros

12 MESES DE POE // AGOSTO 2017


Hey, amigos!
Para o mês de agosto o conto proposto pelo desafio #12mesesdepoe foi O Poço e o Pêndulo. Publicado em 1842, o texto retrata o julgamento de um homem que condenado pela inquisição é preso em uma espécie de calabouço, onde passa a sofrer inúmeras torturas físicas e psicológicas. Depois de uma sequência de perda de consciência, ele está atordoado e não sabe - ou não se recorda - de detalhes do aconteceu.
"De repente, uma idéia terrível acelerou violentamente o sangue em meu coração e, durante breve espaço, mergulhei de novo na insensibilidade. Ao recobrar os sentidos, pus-me logo de pé, a tremer convulsivamente. Alucinado, estendi os braços para o alto e em torno de mim, em todas as direções. Não senti nada. Não obstante, receava dar um passo, com medo de ver os meus movimentos impedidos pelos muros de um túmulo."
Assim, os poucos, ele vai organizando os pensamentos e se ambientando na tentativa de descobrir onde está. O relato é chocante. A cada detalhe, vamos tomando parte  do terror que envolve o nosso protagonista. Totalmente privado de luz o lugar é aterrorizante; tateando e usando técnicas de localização, em dado momento ele se depara com um poço e a forma como ele faz a descoberta da armadilha é surpreendente.

Porém, as atrocidades tramadas pelos inquisidores, para acabar com a vida do prisioneiro, não param por aí. Como conseguira escapar ileso do poço, foi, então, atado a uma espécie de lastro para que pudesse assistir a descida de um pêndulo que, com uma lâmina afiada em movimentos de vai-e-vem, estava direcionada ao seu coração. Era preciso prensar e agir rapidamente, sua vida estava literalmente no fio da navalha.
"Aqui, a multidão ímpia dos carrascos, insaciada, alimentou sua sede violenta de sangue inocente. Agora, salva a pátria, destruído o antro do crime, reinam a vida e a salvação onde reinava a cruel  morte."
Com uma ambientação mais que perfeita "O Poço e o Pêndulo" é uma trama eletrizante. Os algozes, ainda que ocultos, reforçam a sensação de desespero do prisioneiro. Há ainda a presença dos ratos, musgos e outras coisas desconhecidas para enfatizar o terror vivido na masmorra. O pêndulo, implacável, conta o tempo aumentando a apreensão do leitor.  Esse é sem dúvida um conto incrível com todos os elementos que fizeram dele um clássico das histórias de horror e mistério. 


O poema de agosto foi "Os Sinos". Dividido em quatros estrofes, nos são apresentados os sinos de prata, de ouro, de bronze e de ferro; e cada um deles lembra uma fase da nossa vida.

Para o primeiro, os de prata, ouvimos o seu tilintar que nos remete aos nossos tempos de criança:
Ouve... passa um trenó batendo o sino.
Claro, argentino,
Em tênue som de álacre  melodia,
Vai batendo a tinir e vibra e oscila,
Se agita e oscila pela noite fria.
Entanto no alto límpida cintila
A Via Láctea num fulgor divino,
E constelando o céu em luz palpita
Seguindo num deleite cristalino,
Em ritmo musical o tempo esquivo,
Que vai correndo fugitivo...
Quando ouvimos os sinos de ouro, segue-se o enlace do matrimônio e a atmosfera é de amor, sonho e esperança. A noiva de branco, o cravo na lapela. É a vida tomando sua forma:
Ouve... passa um noivado. Os sinos de ouro
Batem todos em coro,
E o tom sonoro de feliz agouro
Mil venturas vibrando prenuncia.
Vão pela noite, límpida e encantada,
Soltando ao vento um vento de alegria.
Em áureas notas liquida ressoa
Essa canção de amor, que no ar flutua,
Enquanto a noiva, contemplando a lua,
Sonha enlevada...
Os terceiros são os de bronze. Eles prenunciam os perigo da vida: fogo, escuridão, tragédias...
Ouve... é o sino de bronze. Toca a fogo
E ulula e brame em lúgubre regougo.
Em sua turbulência que terror
Se espalha num clamor!
na tormentosa noite despertando
Os ecos vêm, no bronze badalando.
No atropelo não pode modular
Nem compassar o som!
Brados vão em tumulto pelo ar,
Sem cadencia, nem tom,
Pedindo num clamor clemência ao fogo.
Mas a súplica é vã que é surdo o fogo.
E crepitando em salto.
Livre de todo o freio,
A chama vai, alto, alto, alto, mais alto,
Num resoluto anseio
De agora ou nunca mais ao céu chegar;
Enquanto os sinos a tocar,
A tocar, a dobrar,
Clamam num brado uníssono de dor,
Por fim, há os de ferro. É a vida seguindo seu curso. 
"...Pois em cada som saído da garganta enferrujada há um gemido!..."
Qual tipo de prenuncio você julga vir dessas últimas badaladas? Poe. Faltam palavras para descrever a genialidade desse homem. 

Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments

In #projetomaninblack Johnny Cash Música

PROJETO MAN IN BLACK // SEMANAS 20 E 21


Hey, amigos!
1975. Com tantos acontecimentos e reviravoltas na vida de Johnny Cash chega o momento de liberar sua primeira biografia. Assim, em agosto de 1975, é lançada Man in Black, publicação que alcança a marca de 1,3 milhões de livros vendidos.

Aliado a isso, uma série de discos é lançada e entre eles o destaque é para John R. Cash, o 51º álbum geral do cantor Johnny Cash, lançado em 1975, pela Columbia Records. Basicamente composto por covers, a primeira faixa traz "My Old Kentucky Home"que não é uma canção sobre o estado, mas uma composição de Randy Newman, que havia sido gravada pelos Irmãos Osborne em 1970 e Three Dog Night em 1972. A versão de Cash, como a dos Osborne Brothers, cinco anos anteriores, foi lançada como o segundo single do álbum, embora o  "The Lady Came de Baltimore", tenha alcançado um sucesso maior nos gráficos, atingindo o #14.

Já em 76, depois de alguns anos afastado da casa, o The Johnny Cash Show é gravado no Grand Ole Opry. One Piece At a Time de 'Johnny Cash & the Tennessee Three' entra no gráfico de C & W, atinge o # 2 (por 2 semanas), e torna-se seu maior álbum dos últimos quatro anos, onde o single que dá nome ao disco atinge o # 1 por 2 semanas seguidas.

A música é ótima e muito divertida porque nela Cash fala do plano que armou para conseguir levar pra casa uma peça por vez até montar um carro único. Como era um funcionário na montadora GM, bastava levar peça a peça e ninguém nunca desconfiaria e, por tantos anos de dedicação, isso nem seria considerado roubo. O Cadillac é incrível! Na foto, é possível identificar várias peças diferentes nele. Apesar de ser um cover, ele se identificou de cara com a letra, pois antes de ser cantor, John trabalhou na linha de montagem em uma fábrica de carros em Detroit.


- DISCOGRAFIA 1975 -

LP - Children's Album, 01 de janeiro de 1975 (Columbia)
LP - Precious Memories, 01 de janeiro de 1975 (Columbia)
LP - Destination Victoria Station, 01 de janeiro de 1975 (Columbia)
EP - My Old Kentucky Home (Turpentine And Dandelion Wine) / Hard Times Comin', 01 de fevereiro de 1975 (Columbia)
LP - John R. Cash, 01 de março de 1975 (Columbia)
EP - Look At Them Beans / All Around Cowboy, 01 de junho de 1975 (Columbia)
LP - Look At Them Beans, 01 de setembro de 1975 (Columbia)
EP - Texas 1947 / I Hardly Ever Sing Beer Drinking Songs, 01 de outubro 1975 (Columbia) 

- DISCOGRAFIA 1976 - 

EP - Strawberry Cake / I Got Stripes, 01 de janeiro de 1976 (Columbia)
LP - Strawberry Cake, 01 de março de 1976 (Columbia)
EP - One Piece At A Time / Go On Blues, 01 de março de 1976 (Columbia)
LP - One Piece At A Time, 01 de maio de 1976 (Columbia)
EP - Sold Out Of Flagpoles / Mountain Lady, 01 de junho de 1976 (Columbia)
EP - Ridin' On The Cotton Belt / It's All Over, 01 de setembro de 1976 (Columbia)
That Old Time Felling / Far Side Banks Of Jordan, 01 de outubro de 1976 (Columbia)

Para ouvir:
🎸 The Lady Came From Baltimore: Youtube
🎸 My Old Kentucky Home: Youtube
🎸 All Around Cowboy: Youtube
🎸 I Hardly Ever Sing Beer Drinking Songs: Youtube
🎸 I Got Stripes: Youtube
🎸 One a Piece at Time: Youtube

Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments