In Bloggers Dezembros

< 3 DIAS, A NEWSLETTER DO BLOG // ASSINE


Hey, amigos!
Esse post é pra falar da newsletter do blog. Sim, ela já existia, mas a partir de agora terá um novo formato. Além de conter um link dos posts da semana, ela vai ser como uma espécie de conversa mais íntima, pra reforçar nosso contato, sabe. Conteúdo exclusivo, empático, com novidades, coisas que aconteceram durante a semana que passou...  

Tenho notado que o número de comentários por aqui é baixíssimo, normalmente zero, mas, em compensação, tenho recebido muito retorno por e-mail ou por msg privada na fanpage. Por isso, surgiu a ideia de transformar a news numa coisa mais pessoal. Acredito que um e-mail semanal é uma frequência legal, porque ninguém quer ter a caixa de e-mail lotada, não é mesmo? 

Então, se você se interessou e ainda não está inscrito, é só descer até o finalzinho do blog (no rodapé), registar seu endereço na barrinha subscribe , depois confirmar a inscrição que vai chegar direto no e-mail cadastrado e pronto, você já faz parte da newsletter insanos dezembros

Daí, é só esperar pelas segundas que é quando enviarei as cartinhas semanais.
Se ainda tiver alguma dúvida, é só me escrever. 😉

Faça parte da <3 Dias, se inscreve aí! 💛

Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments

In #12mesesdepoe Livros

#12MESESDEPOE / SETEMBRO.17

Hey, amigos!
Com um atraso considerável, está no ar o post sobre o desafio #12mesesdepoe de setembro. Como desafio tivemos o conto "O mistério de Marie Rogêt" e o poema "Os sonhos". A narrativa do primeiro conta a história de um crime ocorrido na cidade de Paris, por volta do fim do século XIX, em que uma jovem é assassinada e seu corpo jogado no Rio Sena. Seu desaparecimento causa uma enorme comoção, já que além de ser muito bonita era conhecida por sua doçura de espírito.

Com a falta de elucidação por parte da polícia, o detetive Auguste Dupin então decide investigar o crime por conta própria e, com informações de jornais da época, ele traça uma linha de raciocínio intrincada, mas muito convincente, onde acaba por receber apoio até mesmo das autoridades locais. A partir das conclusões obtidas por ele, a polícia chega, então, ao assassino. 

Um dos pontos interessantes é que Poe se baseou em um crime real, ocorrido na cidade de Nova York, em que uma jovem chamada Cecilia Maria Rogers desapareceu e foi assassinada de forma quase idêntica à personagem. Ele foi considerado tão bom em sua empreitada que inspirou Sir Arthur Conan Doyle na criação de seu personagem mais famoso, o Sherlock Holmes. Agatha Christi também foi influenciada literalmente. 

Se você não está familiarizado com estética de Edgar Allan Poe, recomendo que você não comece por esse conto. Comparado aos outros, esse é um texto extenso, com falas longas e por vezes complexas, o que pode ser cansativo alguns leitores. Começar por contos mais simples até chegar ao "Mistério de Marie Rogêt", pode ser o melhor caminho. 


Já o segundo, é "Sonhos" sobre os nossos desejos mais secretos que nos impulsionam fazendo com que encaremos o mundo e suas atrocidades. Esse poema é cheio de nostalgia que lembra o tempo de outrora, em que éramos felizes pelo simples fato de ser, sem preocupações ou dores, sem os monstros internos que vamos criando ao decorrer da nossa existência. Com quatro estrofes, ele é uma ode ao que passou e não volta mais. Deixo aqui as minhas duas favoritas:

Por uma vez, só uma… e essa hora ousada
Jamais posso eu esquecer (uma energia
Me tinha encantado)… houve uma brisa fria
Que desceu à noite e deixou, de abalada,
Sua forma em minha alma… ou o clarão
Da lua — quem sabe? — gelou o meu sono,
Ou os astros… ou o que fosse… esse sonho
Foi como o vento à noite… que passe então.
                            ****
Embora num só sonho… eu fui feliz,
Fui tão feliz… E eu amo essa tontura…
Sonhos! Que à vida dão tenaz matiz,
Ou propiciam a contenda obscura
Da símile face ao real — e à vista
Delirante trazem coisas mais formosas
Do Céu e do Amor (e são nossas conquistas!)
Do que jamais as teve a Esperança radiosa.
 É absolutamente uma descrição da minha vida. Viva a Poe!

Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments

In Dezembros Moda

POR QUE NÃO POSSO MAIS USAR SALTO // RELATO


Hey, amigos!
Um dia desses, uma amiga me perguntou por quê eu não usava mais salto alto. Expliquei pra ela, contando que estava como uma limitação. Existia algo que me impedia de fazer determinadas coisas. Assim, surgiu a ideia desse post que pode, de repente, ajudar alguém que passa pelo mesmo problema. 

Na metade de 2015, tive zika e um mês depois, a febre chikungunya. Da primeira, me recuperei sem grandes transtornos (graças a deusa, porque esse vírus mudou drasticamente a vida de muita gente com a microcefalia), mas da segunda, passados dois anos, ainda sinto as sequelas da doença.

Várias mulheres não usam salto alto, seja por não conseguir se equilibrar, por dores nas pernas ou nos pés, limitações sociais ou porquê não gostam mesmo. Não que isso seja a coisa mais importante do mundo, mas saber que algo atravessa sua vontade, é terrível. 

Deixa eu contar um pouquinho sobre mim… 

Pra quem gosta, um par de salto alto como scarpins, por exemplo, é sensacional. Só que ao invés de se sentir bem, usá-los pode virar pesadelo, pois vem dor, desconforto, ardência. Foi o que passou a acontecer comigo. Então, fui parando, até me dar conta de que mantive apenas uns dois pares, por puro apego. 

Desde que tive a doença mal conseguia trabalhar, com dores muito intensas que não melhoravam com analgésicos habituais como dipirona e paracetamol. Sinto dificuldade de andar, de pentear o cabelo, de tomar banho. Atividade física, então, é um martírio. Sempre gostei muito de caminhar e hoje me vejo limitada a pequenas distâncias. É horrível. Minha qualidade de vida caiu drasticamente, porque sinto dores terríveis na lombar. 

Acordo sentindo dor, dormência nas mãos, cãibras nas pernas, não durmo bem. E o pior disso tudo é não saber se ficarei bem. Ir à festas é sempre uma tensão, pois não aguento ficar em pé nem sentada por muito tempo. Até anéis é complicado usar, porque os dedos começam a inchar.
Pesquisadores afirmam que o vírus da febre chikungunya entrou no Brasil em julho de 2014, trazido por um brasileiro, um funcionário da construção civil que trabalha em Angola e veio visitar a família em Feira de Santana/BA.
Ainda sou bastante grata, pois há relatos de pessoas que perderam completamente os movimentos, mas não deixo de me entristecer por ver que minha vida mudou e que preciso me adaptar. 

Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments

In Astrologia Dezembros Parcerias Publiamor

COMO A SINASTRIA AMOROSA PODE MELHORAR SEU RELACIONAMENTO // EU TESTEI


Hey, amigos!
Essa semana recebi do site Personare a  Sinastria Amorosa e confesso que me surpreendi com a precisão da análise. Se você não faz ideia do que seja isso ou até já ouviu falar, mas está numa confusão só, não se preocupe que eu explico.

Caso você goste de astrologia muito provavelmente já deve ter tentado fazer a Sinastria que nada mais é do que a análise da compatibilidade entre duas pessoas. Sabe quando a gente conhece aquele serzinho e tá se lixando pro sobrenome porque importante mesmo é o signo? Porque com essa informação é possível correr num site pra comparar a possibilidade de termos uma casinha branca de varanda com quintal e uma janela só pra ver o Sol nascer, filhos e um cachorro (gato no meu caso)? Então, tudo parte daí. Mas, espera pois é muito mais complexo do que saber se Aquário é combina com Leão.

A Sinastria é um estudo astrológico fascinante que busca analisar como os indivíduos interagem uns com os outros, se atraem, se repelem e de como constroem um relacionamento. Assim, a Sinastria Amorosa nada mais é do que a sobreposição dois mapas astrais, que são minunciosamente comparados, para que tenhamos a possibilidade de identificar pontos forte e fracos do relacionamento.

Se você viu esse post sabe que no momento exato do nosso nascimento além da digital física temos a astrológica, onde Céu é impresso em cada um de nós, formando as energias que nos acompanharão durante toda vida. Dessa forma, para que o estudo aconteça é necessário saber exatamente data, horário e local de nascimento do par a ser analisado

O que precisa ficar claro é que a Sinastria Amorosa não vai revelar o destino do casal, mas mostrar onde cada um pode melhorar para que convivam em harmonia. Muitas vezes as energias se chocam e não sabemos como lidar, onde falhamos e como podemos melhorar. Fazer essa interpretação permite tornar a relação cada vez mais produtiva e enriquecedora. Afinal, a gente tá aqui pra aprender uns com os outros e nos tornarmos cada vez melhores. 

Os signos solares de vocês parecem incompatíveis? Calma. Nada é tão a ferro e fogo. Uma análise detalhada é que vai te dar ferramentas para contornar essa situação. Agora que já deu pra entender como funciona, vou te contar um pouco como foi a minha análise! Vale lembrar que através do SOL conseguimos presumir como o casal irá interagir e se identificar. Com a LUA se tem compatibilidade emocional. MERCÚRIO dará conta de mostrar como a comunicação irá acontecer. MARTE do poder de iniciativa e a atração sexual e VÊNUS de como será a demonstração de amor e afeto. Esses são os astros principais, porém os outros planetas não são desprezados, eles complementam e dão corpo, auxiliando os já citados.

[Agora vou contar um pouco de como foi a minha Sinastria Amorosa!]


Depois que você recebe a análise do site é possível imprimir/salvar em pdf ou enviar por e-mail. Foram 7 páginas 😱 super completas, contendo um sumário dos pontos a serem detalhados:

1.   Informações Astrológicas
2.   Como eu amo / Como ele ama
3.   Combinação Astral
4.   Compatibilidades
5.   Desafios

1, 2 e 3. Aqui vem os nossos mapas e os detalhes de como cada um encara o amor romântico. É a Vênus da gente em comparação. Minha Vênus é em Áries e a dele em Gêmeos. Eu percebo que ele tem ótimas idéias, mas precisa sair da viagem meramente mental. Aprendo milhões de coisas novas que, com seu lado geminiano, é quase uma biblioteca ambulante. Ele sabe de tudo um pouco e eu me fascino diante de tanta atividade mental, de tanto assunto e conversa!

Também nesse tópico é possível saber as vantagens e desvantagens da nossa relação, dicas de como lidar um com o outro, possíveis presentes, o que nos tira do sério... Além disso há combinação amorosa, intelectual, sentimental e de elementos (Terra, Fogo, Água e Ar). Gente, deu muito certo o que saiu. Estou impactada!


4. Aqui, foi analisado meu Sol em oposição ao Mercúrio dele e em trígono* com Vênus e com Júpiter. Nosso relacionamento é pautado numa boa comunicação. Ele sente que tem suas idéias valorizadas, encorajadas e estimuladas por mim. Ambos sentimos interesse mútuo e curiosidade um pelo outro. De uma forma quase mágica, eu confiro mais clareza e lucidez aos processos mentais dele.

A minha Lua em sextil ** com o Urano dele diz que a gente se funde num aspecto de conjunção, já que Urano dele estimula e vivifica a minha Lua, eliminando o tédio da minha vida e dando uma sacolejada que permite a superação da minha inércia. Minha Lua é em Capricórnio, mais introvertida e antissocial impossível! Já o Urano dele é em Escorpião. Tá bem explicado, né?


5. Aqui é aquela parte bem tensa que a gente torce pra não ter, mas o que seria da vida sem os desafios, não é mesmo? Até porque aí ela não se chamaria vida. A quadratura*** da minha Lua com o Plutão dele fala do ciúme. Ê, mundão! Não acaba, não! AMO/SOU. Preciso trabalhar essa fera que há em mim. Até dei play em The beast in me, de Johnny Cash.

O contato tenso entre o meu Sol de o Saturno dele sugere uma sensação de fatalidade ao nosso encontro: ambos temos a nítida sensação de que o destino nos uniu. Mas, isso não significa necessariamente que exista "conforto" neste encontro. O que tende a acontecer é uma sensação de desígnio; ambos tinham que se encontrar. Contudo, eu ocasionalmente posso vivenciar opressão neste encontro, pois sinto todo o "peso" dos julgamentos e das críticas dele. Acontece que é particularmente impossível para ele olhar pra mim e não ver meus os defeitos expostos, nus e crus.

Preciso falar mais alguma coisa? Preciso. No site Personare é possível ter uma amostra mini dessa análise, mas se você puder investir na Sinastria Amorosa completa apenas invista! O estudo em si e como ele funciona é muito complexo, porque sua interpretação exige um profundo conhecimento sobre os astros. Por isso, a análise deve ser feita apenas por profissionais competentes.

A minha interpretação foi completa e elaborada pelo astrólogo Alexey Dodsworth, colaborador do Personare.

*Trígono: quando a distância entre dois astros é de 120º.
**Sextil: quando a distância entre dois astros é de 60º.
***Quadratura: quando a distância entre dois astros é de 90º. 


Esse post é resultado de uma parceria com o site Personare, onde eu recebi a Sinastria Amorosa a fim de contar para vocês a minha experiência.

Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments

In #projetomaninblack Johnny Cash Música

PROJETO MAN IN BLACK // SEMANAS 25 E 26


Hey, amigos!
Em 1980, aos 48 anos, Johnny Cash torna-se o mais novo membro do Country Music Hall of Fame. Além disso, participou como artista convidado do The Muppet Show, na 5ª temporada, ep. 117. A essa altura Cash já havia se solidificado como uma das maiores estrelas de Nashville e sua aparição no show coincidiu com sua jubileu de prata no show business. "Esta é uma boa maneira de celebrar", disse na época. Porém, sua participação no programa não foi por acaso, seu filho John, com então 10 anos, teve um papel importante em convencer o pai a aceitar o convite. 

O menino era fissurado pelos personagens da série e quando Johnny disse que havia sido convidado não houve mode de se esquivar; ele teria de ir. A família Muppet encontrou uma maneira de trazer o filho de Cash para o episódio. Enquanto seu pai interpretava a música "Riders in the Sky", John Carter serviu de marionete para um dos "fantoches fantasmas" do refrão.

"Eu simplesmente amo este show pela alegria que ele traz pra todo mundo e se eu fosse obrigado a escolher alguns dos persongens eles seriam o Animal e a Miss Piggy. Eles tem um magnetismo incrível, só  não me perguntem qual é o quê!" hahaha Johnny Cash era demais. 


Ainda nesse ano, dividiu os palcos com Waylon Jennings, amigo de longa data que já tinha dividido também apartamento e anfetaminas tempos atrás, Jennings era viciado naquela época. A carreira de Johnny Cash começava a declinar; suas músicas já não era tão queridas pela grande mídia e pelo público volátil. Os shows escasseavam. As coisas estavam escapando por entre as frestas de seus dedos novamente e ele precisava escrever, precisava desesperadamente escrever. 

Chegamos a 1981. Man in White estava tomando corpo e após se dedicar bastante, John resolveu fazer uma pausa na escrita, indo caminhar um pouco para espairecer por sua fazenda, quando foi surpreendido por Waldo, um de seus avestruzes de criação, nervoso e querendo treta. O bicho partiu para cima de Cash e o atacou sem dó nem piedade. O resultado da peleja: cinco costelas quebradas, hospital, medicamentos fortíssimos pra dor, calmantes para trazer o sono que insistia em não vir. Pronto. Essa estava aí a combinação perfeita para acordar a fera enjaulada, adormecida, que esperava apenas o momento oportuno para aparecer novamente. Johnny Cash estava consumido medicamentos que o entorpecia de novo, só poderia ser um pesadelo. 

- DISCOGRAFIA 80 -

EP - Bull Rider / Lonesome To The Bone, 01 de fevereiro de 1980 (Columbia)
EP - Song Of The Patriot (w. Marty Robbins) / She's A Go-Er, 01 de maio de 1980 (Columbia)
EP - Cold Lonesome Morning / Cowboy Who Started To Fight, 01 de agosto 1980 (Columbia)
LP - Rockabilly Blues, 01 de outubro de 1980 (Columbia) 
LP - Classic Christmas, 01 d e novembro de 1980 (Columbia)
EP - Last Time / Rockabilly Blues, 01 de novembro de 1980 (Columbia)


- DISCOGRAFIA 81 -
 

LP - Encore, 01 de janeiro de 1981 (Columbia)
EP - Without Love / It Ain't Nothin' New Babe, 01 de janeiro de 1981 (Columbia)
EP - Baron / I Will Dance With You, 01 de março de 1981 (Columbia)
LP - The Baron, 01 de junho de 1981 (Columbia)
EP - Mobile Bay / Hard Way, 01 de junho de 1981 (Columbia)
EP - Chattanooga City Limit Sign / Reverend Mr. Black, 01 de dezembro de 1981 (Columbia)


Para ouvir:
🎸She's A Go-Er: Youtube (amo essa música)
🎸Cold Lonesome Morning: Youtube (ouçam essa gaita)
🎸I Will Dance With You: Youtube (essa é do disco the last gunfighter ballad, de 77 e reaparece aqui)
🎸Chattanooga City Limit Sign: Youtube (como as pessoas não gostaram dessa canção? Ela ficou em 71º nas paradas). 

Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments