In #projetomaninblack Música

PROJETO MAN IN BLACK // SEMANAS 18 E 19


Hey, amigos!
Chegamos a 1973/1974! John continua com shows memoráveis e estrelando programas televisivos com grande sucesso.  Em 73, sua amizade com Billy Graham permitiu a gravação de The Gospel Road  onde um Cash vestido de preto aparece e narra a história da vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo. Co-escrita e narrada por ele, o filme é uma declaração de sua fé pessoal, muito longe de um proselitismo.

Ainda em 73, um duo chamou a atenção da crítica e do público. Johnny Cash e June Carter Cash fazem um cover de "It Is not Me Babe", de Bob Dylan. Quando eles a interpretaram em frente a uma platéia ao vivo na Austrália, podia-se perceber uma sintonia enorme entre os dois; ele a conduz e ela segue no ritmo dele. Juntos não tem receio em trocar carinhos diante do público.

Em 74, John fez uma participação muito especial em Columbo, uma premiada série policial que começou nos anos 70 e revolucionou as histórias de investigação. O seriado, que a princípio foi chamado de "Mistery Movie", no Brasil era conhecida como "Os Detetives" sendo apresentado pela Rede Tupi de Televisão. Os três astros principais que se revesavam eram Columbo, o Casal McMillan e McCloud, a maior audiência era mesmo de Columbo, mas tanto McMillan quanto McCloud tinham uma boa aceitação. 

Aqui, dou destaque ao episódio 22 - O Canto do Cisne (Swan Song), exibido em 03/03/1974 que tinha como atores convidados Johnny Cash, Ida Lupino e William McKinney. Com 90 minutos de duração, nela, Johnny faz um avião cair com a mulher dentro. Para se ter uma ideia, o site Columbo Podcast, dedicado à série, pede aos ouvintes para informar se lembram da aparição de Cash e o quão importante foi no episódio. Então, se você assistiu naquela época e tem qualquer lembrança sobre "O Canto do Cisne", é só contatá-los pelo site ou através do Twitter @columbopodcast. Hoje, Columbo pode ser visto no Netflix americano  e está disponível em DVD em muitos países, incluindo um box que traz as onze temporadas lançadas pela Universal.

Ainda em 74, Cash e June continuam a aparecer várias vezes nas promoções da TV Billy Graham Crusade. E apesar da Columbia ter recusado gravar A Believer Sings the Truth, um LP gospel duplo, o qual será gravado cinco anos mais tarde através de um selo independente, Johnny não deixa de incluir música gospel em muitos de seus álbuns. Em 22 de novembro de 1974, a CBS realizou um programa de TV, com uma hora de duração, intitulado "Riding The Rails", uma história musical com tema ferroviário, tendo como comandante ninguém menos que Johnny Cash. Tudo que ele tocava virava ouro!

- DISCOGRAFIA 73 -

LP - Pa Osteraker, 01 de janeiro de 1973 (Columbia)
LP - Any Old Wind That Blows, 01 de janeiro de 1973 (Columbia)
LP - Sunday Morning Coming Down, 01 de janeiro de 1973 (Columbia)
LP - Ballads Of The American Indian, (01 de janeiro de 1973 (Harmony)
EP - Children / Last Supper, 01 de março de 1973 (Columbia)
LP - Gospel Road, 01 de junho de 1973 (Columbia)
EP - Praise The Lord And Pass The Soup / Ballad Of Barbara, de 01 de junho de 1973 (Columbia)
LP - Johnny Cash And His Woman, 01 de agosto de 1973 (Columbia)
EP - Alleghany / We're For Love, 01 de agosto de 1973 (Columbia)
EP - Pick The Wildwood Flower / Diamonds In The Rough, 01 de outubro de 1973 (Columbia)
EP - That Christmas Feeling / Christmas As I Knew It, 01 de novembro de 1973 (Columbia)

- DISCOGRAFIA 74 - 

EP - Orleans Parish Prison / Jacob Green, 01 de fevereiro de 1974 (Columbia)
EP - Ragged Old Flag / Don't Go Near The Water, 01 de abril de 1974 (Columbia)
LP - Ragged Old Flag, 05 de maio de 1974 (Columbia)
LP - Five Feet High And Rising, 01 de junho de 1974 (Columbia)
EP - Junkie And The Juicehead (Minus Me) / Crystal Chandeliers And Burgundy, 01 de junho de 1974 (Columbia)
EP - Father And Daughter / Don't Take Your Guns To Town (remake), 01 de agosto de 1974 (Columbia)
LP - The Junkie And The Juicehead Minus Me, 01 de setembro de 1974 (Columbia)
EP - Lady Came From Baltimore / Lonesome To The Bone, 01 de setembro de 1974 (Columbia)

Para ouvir:
Father and Daughter: Youtube 😢💔 (amo demais essa versão e agora mais que nunca)

Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments

In Dezembros Tarot

6 TAROLÓGOS (CONFIÁVEIS) // CONSULTAS


Hey, amigos!
O post sobre tarot, que escrevi na semana passada, repercutiu muito bem e recebi algumas mensagens pedindo indicações de pessoas honestas para consulta. Além dessas que vou indicar - indicar mesmo porque acompanho trabalho -, é bom ressaltar que, como eles, existem muitos outros tarólogos sérios. Como expliquei no sábado passado, cada um tem o seu próprio jeito de trabalhar e de cobrar por seu trabalho. Então, continua valendo o que disse sobre pesquisar, avaliar e ver aquele que mais se encaixa com as suas necessidades. Exerça sua intuição, porque ela vai ser uma grande aliada nessa escolha. 

🌄🌳Paula Granette (Bosque do Tarot) - Meu caminho cruzou com o da Paula graças às redes sociais. A gente começou a seguir nos Instagram há um tempinho e  de desde então passei a conhecer mais essa pessoa incrível que se tornou uma espécie de "Guia de Luz" nos meus estudos de tarot. Sabe o arcano O Eremita que vai abrindo caminho com sua sábia lanterna? Pois é. As cartas fazem parte da vida dela há bastante tempo! Saiba mais: "Estudo Tarot há 25 anos e atuo profissionalmente de forma terapêutica. Acredito que o Tarot seja um dos oráculos mais mágicos no quesito psiquê humana. Ele, através de seus arcanos, nos faz refletir sobre as várias fases da nossa existência, e quais caminhos seriam mais assertivos. Eu me surpreendo a cada análise feita, o quão ele é de fato um conselheiro imparcial e justo." Para mais informações, visite o site, a  página no Facebook e o perfil Instagram. Dou graças diariamente por poder tê-la encontrado nessa jornada. Além de leituras, ela oferece cursos recomendadíssimos.

🔮🍃Raquel Melo (Rosea Bellator, Oficina das Bruxas / Templo da Leoa) -  Entre todos aqui, a Rosea é quem acompanho há mais tempo, não pelo tarot, mas pelos ensinamentos da bruxaria. Sim, além de taróloga ela é, antes, bruxa. Numa conversa íntima ela nos conta - de forma tocante - sua história. Só tenho a agradecer por todo conhecimento que ela transmite amorosa e incansavelmente. A Rosea também se dedica à arte do ensino. Para mais informações, visite os sites Oficina das Bruxas e Templo da Leoa, a página no Facebook e o perfil no Instagram.

🌿🐎Cayo Prieto (Cayo Salatim, Carruagem do Rei) -  Conheci o Cayo no grupo de estudos do Bosque do Tarot. De cara, me impressionou sua sensibilidade, dedicação e amor pelo que faz. Pra quem sempre pergunta o porquê de "Carruagem do Rei" ele dá uma explicação com cheirinho de alecrim: "...Queria algo único, algo que me agradasse principalmente.(...) 'porque não perguntar pro próprio tarô que nome ele quer?' Embaralhei as cartas, a primeira que saiu foi a carruagem. (...) tirei outra, quase que involuntariamente, saiu o rei de copas. A carruagem do rei de copas, que leva amor, carinho, beleza e arte pra todos, pro horizonte. A carruagem que nunca é parada, que atravessa o mundo, que não tem freios. É assim que espero que meu tarô seja, um caminhante, um tarô de rua, uma grande carruagem em alta velocidade." Para mais informações, visite a página no Facebook e o perfil no Instagram

✨🌞Bernard Aiê (Bernard Aiê) - Também conheci o Bernard através do grupo de estudos e desde lá não deixo de acompanhar os compartilhamentos dele. Como Paula, Rosea e Cayo ele também repassa muito do que sabe, ajudando a manter esse rede de conhecimento viva. Tarólogo e astrólogo ele é da turma do"é nós que voa" a.k.a. bruxo. Além de consultas, Bernard também oferece cursos, normalmente em parceria com o Erick Petrae. Para mais informações, viste a página no Facebook e o perfil no Instagram.

🌟🔥Rafael Medeiros (Trama de Olhares) - A junção Rafael + Tarot é pura arte. As associações que ele faz são fantásticas. Vale tudo: recorte, colagem, montagem, anagrama... Toda maneira de amor pra passar a mensagem das cartas. Engraçado que só depois de algum tempo é que descobri que ele é da mesma cidade que eu, Salvador. Para mais informações, visite a página no Facebook e o perfil no Instagram.

🌙👣Renato Araújo (Místico Viajante) - Quando digo que a Paula consegue reunir muita gente boa em volta dela, não é brincadeira! Tem umas malas que de vez em quando aparecem, mas essas o Universo se encarrega de mandar pra longe... Como O Mago, caixeiro viajante, o Renato abre sua maleta e nos conta segredos dessa vida: "Alguns meses atrás decidi dedicar minha vida ao estudo das ciências arcanas. Saí do curso de Relações Internacionais e vim pra Floripa - a Ilha da Magia - pra me aprofundar em cursos de vertente esotérica; e depois seguir viagem. Tenho Sol em Sagitário, ascendente em Aquário e Lua em Gêmeos. Esse site é parte da missão que vim cumprir nesse processo de evolução encarnatório - algo que vi ser revelado no meu próprio mapa natal, à medida que ia me aprofundando nos estudos. Espero que goste dos textos e das consultas. Estou pronto pra servir :)". Para mais informações, visite o site, a página no Facebook e o perfil no Instagram.

Fico bastante contente quando um texto repercute com retornos positivos. Espero que esse post ajude você a se decidir com carinho, porque aqui só tem indicação amor.


Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments

In Livros

MINHA META DE LEITURA 2017 // O QUE ACONTECEU

Hey, amigos!
Segundo semestre de 2017 e aqui está o update da minha meta de leitura 2017. E aquele tristeza em admitir que falhei feio? Nossa, até reformulei, tentando fazer em duas partes, mas simplesmente não deu. Mas, como o que importa mesmo é ler, refiz a lista de acordo com o que tinha na minha estante e que estavam há um tempão esperando leitura, além de outros que consegui comprar baratinho em um sebo perto da minha casa. Nesse post listei 6 livros para ler em 6 meses (primeiro semestre), que seriam meio que obrigatórios, pois eram os que já estavam há muito tempo na minha booklist e de fato eu queria muito lê-los, mas faltou grana pra comprar e a gente vai levando. 

Ia fazer uma segunda lista com mais 6 para o segundo semestre, mas acabei reformulando minha meta com o método que falei e vem dando super certo. A medida que for ganhando, trocando ou conseguir comprar, vou adicionando. Pra isso, estou usando a meta de leitura do Skoob. Quem quiser, pode me add, sou bem ativa nessa ~rede~

Esse é o meu perfil lá (clica pra ser direcionado):




Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments

In #12mesesdepoe Livros

12 MESES DE POE // JULHO 2017


Hey, amigos!
Dando continuação à atualização do desafio #12mesesdepoe, reli Assassinatos na Rua Morgue que, lançado em 1840, influenciou personagens marcantes da literatura, incluindo Sherlock Holmes (de Arthur Conan Doyle) e Hercule Poirot (de Agatha Christie). Essa história de Poe é um marco das histórias fantásticas de detetive, o início desse gênero de escrita.

C. Auguste Dupin, o protagonista do conto, é herdeiro de uma família francesa muito tradicional, mas que acabou falida. Suas habilidades de análise e de observação são especiais, o que o torna capaz de solucionar mistérios à fim de torná-los públicos e embora não seja detetive ou policial, ele cumpre com maestria essas funções. Como tantos outros especialistas, Dupin tem um gosto, digamos, peculiar e noturno, e um crime brutal, acontecido na tal rua, o instiga profundamente. 

A morte violenta da madame L’Espanaye e de sua filha, Camille, é  aterradora. O cômodo onde tudo aconteceu conta detalhes do ocorrido: muita bagunça, uma navalha suja de sangue e uma bolsa cheia de ouro dão pistas do que ocorreu. O corpo da mãe foi decapitado e jogado pela janela e o corpo da filha estava muito machucado, deixado, de ponta-cabeça, no espaço estreito da chaminé.

Numa visita pela vizinhança descobre-se que as pessoas ouviram os gritos das vítimas e escutaram também outras duas vozes que falavam em francês e num idioma desconhecido. Foi, então, que resolveram invadir a casa, porém não encontraram ninguém, o assassino já tinha escapado, deixando o quarto com as portas e janelas trancadas por dentro. 😳 

Com isso, a polícia acaba prendendo uma das testemunhas, mas Dupin está convencido de que o verdadeiro criminoso ainda está impune. Por isso, mesmo sem ter um cargo formal, ele consegue uma autorização para visitar a cena do crime, iniciando assim sua própria investigação.

Aos poucos, o narrador nos faz pensar conforme seu raciocínio e, a medida que isso acontece, conseguimos desvendar o caso misterioso. Muito empolgante, e que nos faz entrar de cabeça na narrativa, o texto conduz e nos faz acreditar que somos todos investigadores em potencial. Não é à toa que Poe se consagrou um vanguardista das histórias de crime e mistério, ele arrasa demais socorro esse homem, viu. 


"...Se a esperança se vai, esvoaçando,
que me importa se é noite ou se é dia...
ente real ou visão fugidia?
De maneira qualquer fugiria.
O que vejo, o que sou e suponho
não é mais do que um sonho num sonho."
Já falei que Alone aqui é o meu poema favorito de Edgar Allan Poe e garanto que Um Sonho Dentro de um Sonho tá ao lado dele no meu coração. A angústia de ver as coisas lhe escapar das mãos é uma coisa que ele traduziu de forma impressionante. Apenas quem vive essa angústia diariamente é capaz de precisar o sentimento. É dolorido, dolorido demais.

"Fico em meio ao clamor, que se alteia
de uma praia, que a vaga tortura.
Minha mão grãos de areia segura
com bem força, que é de ouro essa areia.
São tão poucos! Mas, fogem-me, pelos
dedos, para a profunda água escura."
Esse é um poema curto, mas suficiente. Ele é preciso na sua função, não seria necessário nem uma palavra a mais ou a menos. Para se ter uma ideia, ele é tão completo que acabou inspirando o mestre Hopkins a dirigir e estrelar - SlipStream - Um sonho Dentro de um Sonho - filme baseado nesse poema. Veja o trailer aqui.

Os meus olhos se inundam de pranto.
Oh! meu Deus! E não posso retê-los,
se os aperto na mão, tanto e tanto?
Ah! meu Deus! E não posso salvar
um ao menos da fúria do mar?
O que vejo, o que sou e suponho
será apenas um sonho num sonho? 
Provavelmente, sim, Poe

Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments

In #projetomaninblack Johnny Cash Música

PROJETO MAN IN BLACK // SEMANAS 16 E 17


Hey, amigos!
Vamos aos anos de 1971 e 1972. Inspirado pela alcunha que lhe deram, John escreve a letra de "Man in Black" e registra pra sempre sua legenda na história. Enquanto aproveita o crescimento de seu filho com a June, o John, ele concilia seu programa que de TV (que está prestes a se encerrar) com apresentações marcantes.

A primeira delas, em 1971, o "Live at Denmark, foi transmitido na televisão dinamarquesa. O programa tinha cerca de uma hora de duração e trazia um Johnny Cash na sua melhor forma. Entre outros convidados, está a família Carter. Todos os artistas se juntam para algumas músicas espirituais, e Cash fornece uma introdução/narração intensa para "A Song to Mama", enquanto é possível ver Maybelle Carter com olhos enevoados num canto da tela. Johnny era um sucesso na TV aberta. 



Em 30 de setembro 1972, Johnny Cash, June Carter Cash, Anita Carter e Carl Perkins, se apresentam ao vivo no Beat Club, em Bremen, Alemanha. Para quem não sabe, o Beat Club foi um programa de música alemão que ocorreu entre setembro de 1965 e dezembro de 1972, num canal de TV pública e nacional, da ARD. É notável por ser o primeiro show alemão baseado em música popular e Johnny Cash marcou presença!

Ainda em 71, Man in Black é escrita e surge como uma explicação formal para os que estavam desejosos por saber porque diabos ele se vestia de preto. Taí, a resposta:

Homem de Preto

Bom, você imagina por que sempre me visto de preto, por que nunca vê cores brilhantes nas minhas costas e por que minha aparência parece ter um tom sombrio. Bom, existe uma razão para as coisas que visto. Eu visto o preto pelo pobre e oprimido, vivendo no lado faminto e sem esperança da cidade. Eu o visto pelo preso que há muito já pagou pelo seu crime, mas está lá porque ele é uma vítima dos tempos.

Eu visto o preto por aqueles que nunca leram ou escutaram as palavras que jesus pronunciou sobre a estrada para a felicidade, através do amor da caridade. Por que você pensaria que ele está falando diretamente para mim e para você? Bom, nós estamos indo muito bem, eu suponho, na nossa fileira de carros reluzentes e roupas da moda, mas, então, somos lembrados daqueles que são excluídos. Então, você vai se deparar com um homem de preto.

Eu visto pelo velho doente e solitário, pelos descuidados que se tornaram frios por causa de uma péssima experiência. Eu visto preto em luto pelas vidas que poderiam existir; a cada semana perdemos 100 bons homens jovens. E, eu visto pelos milhares que morreram, acreditando que o senhor estava do lado deles. Eu visto pelos outros milhares que morreram acreditando que todos nós estávamos do lado deles.

Bom, existem coisas que nunca serão certas, eu sei.  E coisas que precisam de mudanças em qualquer lugar que você vá, mas, até nós começarmos a nos mexer para endireitarmos algumas coisas, você nunca me verá usando um terno branco. Ah, eu adoraria vestir um arco-íris todos os dias e dizer para o mundo que tudo está ok, mas tentarei retirar um pouco da escuridão às minhas costa e até as coisas se tornarem mais brilhantes, eu serei o homem de preto.

- DISCOGRAFIA 71 - 

LP - Greatest Hits Vol. 2, 01 de janeiro de 1971 (Columbia)
EP - Man In Black / Little Bit Of Yesterday, 01 de fevereiro de 1971 (Columbia)
LP - Little Fauss And Big Halsy, 01 de março de 1971 (Columbia)
LP - A Thing Called Love, 01 de abril 1971 (Columbia)
LP - Man In Black, 01 de maio de 1971 (Columbia)
EP - Singin' In Vietnam Talking Blues / You've Got A New Light Shining In Your Eyes, 01 de maio de 1971 (Columbia)
EP - I'll Be Loving You / No Need To Worry, 01 de julho de 1971 (Columbia)
EP - Papa Was A Good man / I Promise You, 01 de setembro de 1971 (Columbia)
EP - A Thing Called Love / Daddy, 01 de dezembro de 1971 (Columbia) 

- DISCOGRAFIA 72 -

LP - Understand Your Man, 01 de janeiro de 1972 (Harmony)
Box - Songbook, 01 de janeiro de 1972 (Harmony)
LP - International Superstar, 01 de janeiro de 1972 (CBS)
EP - Kate / Miracle Man, 01 de março de 1972 (Columbia)
LP - Give My Love To Rose, 01 de julho de 1972 (Harmony)
EP - Oney / Country Trash,  01 de julho de 1972 (Columbia)
EP - World Needs A Melody / Bird With Broken Wing, 01 de agosto de 1972 (Columbia)
EP - If I Had A Hammer / I Gotta Boy (And His Name Is John), 06 de setembro de 1972 (Columbia)
LP - Family Christmas, 01 de novembro de 1972 (Columbia)
EP - Any Old Wind That Blows / Kentucky Straight, 01 de novembro de 1972 (Columbia)
EP - Loving Gift / Help Me Make It Through The Night, 01 de dezembro de 1972 (Columbia)
LP - America, 01 de julho de 1972 (Columbia)

Em 1971, foi encomendado e comprado pela ABC Television Network, um  Rolls-Royce Silver Shadow LWB (longa distância entre eixos) "Long Door"  e dado a Johnny Cash como um presente. Qual melhor maneira para o ABC reconhecer o sucesso de "The Johnny Cash Show" do que apresentar a estrela com um Rolls-Royce preto brilhante?

Em 2014, o carro foi ofertado em leilão no Barrett-Jackson, Las Vegas. o "Johnny Cash Rolls-Royce" estava como o original de fábrica, incluindo a documentação especificada "build to order". O carro foi especialmente encomendado e nele há as iniciais "JRC" (John R. Cash) fornecidas pela fábrica, gravadas em ouro nas portas traseiras. A documentação adicional mostra o registro do Tennessee e as referências publicadas como propriedade de Johnny Cash. Se eu queria? Queria. 

Ouça 
Johnny Cash Live in Denmark: Youtube 
Johnny CashLive at Beat Club: Youtube

Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments